COMECE A DIGITAR E PRESSIONE ENTER PARA PESQUISAR
Gêneas Lucy e Maria

Gêmeos de pais diferentes: é possível?

Por mais estranho que possa parecer, sim, é possível existirem filhos gêmeos de pais diferentes. Apesar das probabilidades serem muito baixas, alguns casos já foram relatados e confirmados por exames de DNA.

Em 2009, divulgado pela TV FOX, o mundo tomou conhecimento do caso da americana Mia Washington, cuja gestação de gêmeos resultou em crianças de pais diferentes. Em 2011, a polêmica se repetiu com uma polonesa que deu a luz a uma menina e um menino, também gêmeos. O menino é filho do marido e a menina é filha do amante. O último caso noticiado ocorreu nos Estados Unidos onde a mulher, grávida de gêmeos, entrava na justiça com um pedido de pensão alimentícia contra o suposto pai das crianças. O resultado foi o mais inesperado possível, pois ao concluir o exame de DNA, descobriu-se que o homem em tribunal era o pai de apenas um dos filhos gêmeos, portanto não pagará duas pensões.

Mas como isso é possível?

Para isso acontecer a mulher precisa ovular duas vezes no mesmo período fértil. Além disso, é necessário que os dois óvulos sejam fecundados. E as exigências não param por aí! Cada óvulo precisa ser fecundado por um espermatozoide de homens diferentes, por isso é tão difícil de ver casos como esses.

Na imagem: Lucy e Marie Aylmer, irmãs gêmeas que se tornaram famosas pela diferença física entre si.

Sobre o autor:Grupo Genera

Deixe um comentário