COMECE A DIGITAR E PRESSIONE ENTER PARA PESQUISAR
dna-na-gestação

Exame de DNA na gestação, quais os tipos e como são feitos?

A identificação humana através do DNA foi criada em 1985 pelo geneticista Alec Jeffreys, na Universidade de Leicester, na Inglaterra, e ao longo dos anos vem se tornando bastante popular. Com o desenvolvimento de técnicas cada vez mais acessíveis, a possibilidade de realizar exames genéticos para confirmação da paternidade, por exemplo, é de conhecimento quase geral da população.

PAIS

Comprovação de paternidade entre irmãos gêmeos: como funciona?

O teste de DNA vem ganhando destaque para quem precisa comprovar paternidade, maternidade ou outros vínculos genéticos, alcançando números significativamente elevados nos últimos anos. Com o avanço da tecnologia, a variedade das amostras utilizadas é cada vez mais diversificada e apesar de ser tradicionalmente realizado com sangue ou saliva, o teste também pode ser feito com unhas,

sangue-em-cena-do-crime

Genética forense – O uso de amostras biológicas na solução de crimes (e outros mistérios)

Da cena do crime ao exame de paternidade, entenda a importância das amostras não-convencionais

Você já deve ter visto em filmes ou séries de TV todo o cuidado e empenho das equipes de investigação criminal em conseguir amostras biológicas na cena do crime, com o intuito de identificar tanto o criminoso como as vítimas e outros possíveis envolvidos no ocorrido.

Sad-depressed-man-by-Raimo-Papper-1

Mapeamento das variantes genéticas que aumentam o risco de depressão pode ajudar a desenvolver novos tratamentos

A depressão afeta mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo. Pessoas que sofrem desta condição costumam apresentar perda de apetite,  concentração e energia, bem como alterações de humor, do sono e em seus relacionamentos. Dentre os indivíduos com depressão grave, 3% cometem tentativas de suicídio. De acordo com a Organização Mundial da Saúde,

pre-natal

A importância da genética durante a gravidez: além do pré-natal

No momento em que se constata a gravidez, a gestante inicia um processo de acompanhamento médico que visa garantir a sua saúde e a do bebê, conhecido como pré-natal. Consultas, exames e avaliações físicas são realizadas para detectar possíveis problemas que possam afetar o bebê ou seu desenvolvimento durante a gestação, garantindo o bem-estar da criança e da gestante,

Mulher exame ultrassom

Menino ou menina? As diversas técnicas usadas pela humanidade ao longo da história

No instante em que se tem a confirmação da gravidez, é muito comum que instantaneamente venha a pergunta “é menino ou menina?”. Atualmente é bem simples ter essa resposta já nas primeiras semanas de gestação, mas nem sempre foi assim. No passado, guiadas por sacerdotes, escribas, cirurgiões-barbeiros e pelas experiências prévias de outras mulheres, as futuras mamães faziam uso de técnicas que hoje em dia parecem loucura.

Fundamentals Of Caring

Como a tecnologia Crispr pode revolucionar o tratamento de doenças genéticas

Pela primeira vez, cientistas são capazes de manipular nosso DNA de forma prática e barata, abrindo portas para uma gama de novos estudos genéticos nas áreas de medicina e biotecnologia. Avanços recentes em engenharia genética dão início a uma revolução, na qual pesquisadores não só terão acesso à mais informações sobre os mecanismos de funcionamento do DNA e de doenças genéticas,

Pipetando no microtubo

Como é feito o exame de DNA?

O DNA é como uma impressão digital, que possibilita a identificação das pessoas de modo único. Ele é composto por tijolinhos, chamados nucleotídeos, que são a base para a construção de sua longa fita. Há quatro tipos de tijolinhos: adenina, timina, citosina e guanina, que repetem-se em combinações variadas. Apesar disso, a variação na combinação dos tijolinhos de uma pessoa para outra é menor do que 1% e por isso o exame de DNA analisa somente partes específicas da fita,

Gêneas Lucy e Maria

Gêmeos de pais diferentes: é possível?

Por mais estranho que possa parecer, sim, é possível existirem filhos gêmeos de pais diferentes. Apesar das probabilidades serem muito baixas, alguns casos já foram relatados e confirmados por exames de DNA.

Em 2009, divulgado pela TV FOX, o mundo tomou conhecimento do caso da americana Mia Washington, cuja gestação de gêmeos resultou em crianças de pais diferentes.