COMECE A DIGITAR E PRESSIONE ENTER PARA PESQUISAR

Alienação-Parental-um-erro-comum-na-separação-Clube-das-Comadres-

8 Perguntas sobre Alienação Parental

Aceitar mudanças nunca é fácil, principalmente quando elas não dependem única e exclusivamente da nossa vontade.

Quando um relacionamento fracassa, existem tantos e tão intensos sentimentos envolvidos que parece difícil acreditar que qualquer outra pessoa possa ou mesmo tenha o direito de ter opiniões diferentes das nossas.

Ressentimento, abandono, traição, raiva e até desejo de vingança são sentimentos frequentes nas separações.

Sad-depressed-man-by-Raimo-Papper-1

Mapeamento das variantes genéticas que aumentam o risco de depressão pode ajudar a desenvolver novos tratamentos

A depressão afeta mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo. Pessoas que sofrem desta condição costumam apresentar perda de apetite,  concentração e energia, bem como alterações de humor, do sono e em seus relacionamentos. Dentre os indivíduos com depressão grave, 3% cometem tentativas de suicídio. De acordo com a Organização Mundial da Saúde,

pre-natal

A importância da genética durante a gravidez: além do pré-natal

No momento em que se constata a gravidez, a gestante inicia um processo de acompanhamento médico que visa garantir a sua saúde e a do bebê, conhecido como pré-natal. Consultas, exames e avaliações físicas são realizadas para detectar possíveis problemas que possam afetar o bebê ou seu desenvolvimento durante a gestação, garantindo o bem-estar da criança e da gestante,

Mulher exame ultrassom

Menino ou menina? As diversas técnicas usadas pela humanidade ao longo da história

No instante em que se tem a confirmação da gravidez, é muito comum que instantaneamente venha a pergunta “é menino ou menina?”. Atualmente é bem simples ter essa resposta já nas primeiras semanas de gestação, mas nem sempre foi assim. No passado, guiadas por sacerdotes, escribas, cirurgiões-barbeiros e pelas experiências prévias de outras mulheres, as futuras mamães faziam uso de técnicas que hoje em dia parecem loucura.

Itália na Europa

DNA de italianos permite identificar a evolução nas diferentes localidades do país

O BiGea, grupo de Antropologia Molecular e Adaptação Humana da Universidade de Bolonha, publicou um estudo demonstrando que o DNA dos italianos se diferencia de acordo com a região do país em que vivem. Foram analisadas 800 pessoas de 20 províncias da Itália, sendo obtidas mais de 500 mil variações genéticas, o que permitiu identificar a adaptação às diferentes regiões geográficas e condições climáticas e também a história demográfica do país.

Fundamentals Of Caring

Como a tecnologia Crispr pode revolucionar o tratamento de doenças genéticas

Pela primeira vez, cientistas são capazes de manipular nosso DNA de forma prática e barata, abrindo portas para uma gama de novos estudos genéticos nas áreas de medicina e biotecnologia. Avanços recentes em engenharia genética dão início a uma revolução, na qual pesquisadores não só terão acesso à mais informações sobre os mecanismos de funcionamento do DNA e de doenças genéticas,

shelby valint

Como o sequenciamento de DNA salvou a vida de crianças

O avanço tecnológico das metodologias de análise do DNA permitiu um aumento significativo, em qualidade e em quantidade, das pesquisas científicas que estudam as causas das doenças hereditárias.  Esse avanço permitiu que várias doenças que, antes, resultavam em sofrimento e dúvidas, pudessem ser diagnosticadas e, em alguns casos, tratadas de modo a permitir uma melhor qualidade de vida às pessoas acometidas por elas.

Professor Hawking

O “desafio do balde de gelo” possibilitou a descoberta do gene que contribui para Esclerose Lateral Amiotrófica

A campanha “desafio do balde de gelo”, que viralizou em 2014 e incentivou pessoas a compartilharem vídeos jogando um balde de água gelada em si mesmas, conseguiu arrecadar U$ 115 milhões e financiou pesquisas que possibilitaram a identificação de um gene que contribui para o desenvolvimento da ELA – Esclerose Lateral Amiotrófica.
O gene Nek1 foi identificado pelo MinE,
traicao-de-noivo-nao-da-direito-a-indenizacao-por-danos-morais

Como comprovar infidelidade? É possível entrar com processo na justiça por traição?

Até o ano de 2010, saber se o cônjuge era culpado ou não pelo fim de um relacionamento podia trazer consequências para a ação de separação. Após a Emenda Constitucional nº 66/2010, a culpa passa a ser irrelevante para o divórcio. Sendo assim, não é mais preciso comprovar a infidelidade do parceiro para se divorciar.